Ao Longe, o Sahara

Faltam 300 km para o Sahara. Tomámos a estrada Fes – Azrou – Midelt – Er Rachidia que costumava ser conhecida por Royal Road, uma antiga rota de caravanas de sal e escravos vindas da África Ocidental. A paisagem muda radicalmente de árvores frondosas nas montanhas em Azrou para planícies amarelas de perder de vista…

Petit Dejeuner

12-Jun-2006, Segunda-Feira   Pequeno Almoço: sumo de laranja chá ou café crepes com doce, mel e manteiga pão bolos

Fes-el-Bali

Fes é uma cidade imensa e está dividida em 2 partes, a parte nova e a parte velha… Mas Ville Nouvelle à parte, resta a medina que por sua vez também está dividida na Fes-el-Djedid e na Fes-el-Bali, o nosso destino. A chegada a Fes foi algo atribulada por causa de um senhor motociclista algo…

A caminho do SUL

11-Jun-2006, Domingo Deixámos o Rif e o azul enfeitiçante de Xaoen e rumámos ao Sul em direcção a Fes. Os 200km fizeram-se bem. Não se vêem muitos carros pelo caminho. Só alguns camiões facilmente ultrapassáveis e outros tantos grand-taxis, que são carros grandes partilhados por +5 pessoas para além do condutor com destinos diferentes numa…

Azul de CHEFCHAOEN

Xaoen não nos comoveu à chegada… cá de fora a cidadezinha aninhada na montanha parecia uma cidade igual às outras… e a verdade é que nós, depois de tudo o que tínhamos andado para chegar até ali, exigíamos algo não menos que “bombástico”. Os mais cépticos sugeriram então que não perdêssemos tempo e seguíssemos caminho,…

O carro

Ainda não tínhamos saído do Porto mas já tínhamos sido interceptados por um motorista de taxi que não nos largou até saber onde queríamos ir. Digamos que 5 pessoas com mochilas enormes às costas, completamente desorientadas a olhar para mapas não são propriamente presas difíceis. Aceitámos a “ajuda” e por 5 euros ele levou-nos a…

Chegada a Tanger

10-Jun-2006, Sábado   Amanheceu-se em Algeciras às 10h, com um terrível torcicolo depois das 13h de viagem de autocarro desde Lisboa (incluindo a paragem em Sevilha). Mas era um torcicolo feliz. Pausa para trocar euros por dirhams e perceber qual o barco que nos lançaria mais rapidamente em Tanger. A resposta foi um barco rápido…

Corpo de areia

De volta a Marrakech, quando regressámos ao hotel… não nos apetecia tomar banho… pensámos que nos iríamos esgadanhar pela posse da banheira mas não… ficámos sentadas na cama “Vai tu”… “Não, vai tu”… Como se o banho fosse remover do nosso corpo a memória deste passado recente, encantado e arrebatador. De repente, o cabelo enriçado,…

De volta pelo Atlas

20 – Maio – 2005: Depois de um percurso curto a pé, chegámos a MHAMID e despedimo-nos do humilde Mohamed que se afastou sempre sorridente e festivo. Nós, calados, iniciámos a nossa viagem de regresso… e voltámos à confusão… tentar regatear parecia uma declaração de guerra… a música soava a algazarra endiabrada e desconexa. Na…

Tuaregue

19 – Maio – 2005: Amanhecemos com apostas: o que é que nos reservaria o deserto neste dia? Depois do sol e do vento, faltava a chuva (!!) e de um céu baixo e carregado começou mesmo a pingar! Mas nada de especial, se bem que algumas de nós já ressacavam por uma banhoca! Andámos…