As pontes e a estrada

Antigamente só era possível fazer este percurso a pé. E ainda é assim que grande parte da população que vive nas aldeias por onde vamos passando o faz: Os miúdos fardados para a escola, as adolescentes de sandálias de salto compradas na cidade, as mães com sacos de compras, os velhotes a caminho do café,…

Pôr do Sol em Ghasa

As nuvens a Sul vão escurecendo. Pensamos que se já é pouco agradável caminhar com vento forte, com chuva deverá ser pior, por isso em Marpha apanhamos um autocarro que nos deixará em Ghasa. Existem autocarros a percorrer a estrada ao longo do Kali Gandaki. São carcaças velhas que ora escorregam na lama, ora se…

Marpha

Ficámos encantados com Marpha, a 2 horas e meia a Sul de Jomsom, com as suas paredes caiadas de branco e bandeirinhas de orações no topo do mosteiro.  Marpha está protegida do vento pelas encostas das montanhas, o que também a tornou especialmente apetecível.  Isso  e ser a capital da tarte de maçã nepalesa.

caminho para Jomsom

O caminho de Kagbeni para Jomsom é praticamente todo plano ao longo do leito do Kali Gandaki. De vez enquando é possível trocar de margem usando pontes suspensas como esta. Esta era das modernas.

Om Mani Padme Hum

Os budistas tibetanos acreditam que repetir o mantra Om Mani Padme Hum em voz alta ou em silêncio evoca a bênção de Avalokitesvara. Este é o bodhisattva, ou “ser iluminado” símbolo da compaixão, cuja reencarnação os budistas tibetanos crêem ser o Dalai Lama. Encontramos as tradicionais rodas de orações budistas em todos os mosteiros, templos,…

o vento do Kali Gandaki

Quem acorda em Kagbeni com o intuito de seguir caminho até Jomsom (a 2h30 de distância, a pé), é bom não ficar a dormir até tarde. Isto porque já é famoso o vento que se levanta diariamente às 11h e fustiga todo o vale do Kali Gandaki até Kalopani, onde o rio muda de direcção…

Road to Tibet

Kagbeni está situada no vale do Kali Gandaki, um dos 3 rios que atravessam os Himalaias e uma das principais rotas comerciais antigas entre a Índia e o Tibete. Por aqui passava o sal vindo do Tibete e as especiarias e tecidos vindos da Índia. Kagbeni localiza-se numa verdadeira encruzilhada, um ponto estratégico nos Himalaias,…

Kagbeni

Na descida para Kagbeni apreciamos uma paisagem lunar e aparentemente estéril. Estamos na realidade num vale que fica “para lá” das montanhas dos Himalaias, do lado Norte, o lado mais protegido das monções e por isso também o lado menos verde. Em Dezembro os campos já foram colhidos o que transforma este num cenário ainda…

Jharkot

O caminho de Muktinath (3800m) para Jharkot (3500m) é uma tranquila e panorâmica descida que dura perto de 1h30. Jharkot é uma vila que fica empoleirada numa colina e se à primeira vista parece um local abandonado, quando nos aproximamos apercebemo-nos que vive aqui gente, trabalham os campos, até há hotéis, restaurantes e a tradicional…

On top of the world

Os Himalaias são o topo do mundo. Paro um minuto a olhar a paisagem estupefacta com os “wide open spaces”. Parece que entrei num mundo paralelo. Já me é difícil acreditar que apenas há 5 dias estive numa cidade indiana, húmida, de céu turvo onde se respirava fuligem saída de piras de cremação. Aqui o…

Muktinath

Muktinath é um local sagrado tanto para Hindus como para Budistas, e esta mistura, este melting pot é para mim o epítome da cultura nepalesa. Por isso, Muktinath é um local obrigatório. O santuário está localizado a 3800m de altitude, no sopé da passagem de Thorung La (5500m), o local mais alto do popular trekking…

Em Jomsom

Todos os guias de viagens, agências de trekking e panfletos sobre caminhadas no Nepal fazem referência à “altitude sickness” e advertem os caminhantes a fazerem bastantes paragens para aclimatização à altitude. O aeroporto de Jomsom está a 2736m de altitude. Já conhecia a doença da montanha de que a maior parte das pessoas sofre a partir…