FAIAL [the blue]

A Horta é uma cidade marinheira e o Faial é, desde há centenas de anos, uma paragem obrigatória para quem atravessa o Atlântico.

Começou como grande entreposto da navegação entre a Europa e a América: pela baía da Horta passaram as frotas baleeiras norte-americanas e os vapores que cruzavam o Oceano Atlântico.
Mais tarde os cabos telegráficos submarinos fizeram da Horta o centro nevrálgico das telecomunicações do nosso hemisfério.
Os primeiros hidroaviões que atravessaram o Atlântico Norte também faziam escala na Horta e hoje em dia, não há marinheiro na sua expedição “round the world” que não conheça um dos portos de abrigo mais acolhedores do Atlântico, a Marina da Horta.
O Faial também é o meu porto de abrigo no Atlântico.
Aqui ficam algumas das coisas que mais gosto de fazer quando estou na ilha azul:


1 – Dar um mergulho na praia do Almoxarife 
A 1ª coisa que qualquer pessoa deve fazer assim que chega ao Faial, naquela que é provavelmente a praia com a paisagem mais bonita dos Açores
 
2 – Ir ao Vulcão dos Capelinhos
 
No extremo ocidente da ilha, encontramos o Vulcão dos Capelinhos, que teve origem na erupção histórica de 27 Setembro de 1957, uma erupção que durou aproximadamente um ano.
Desses dias sobrou-nos o velho farol que a tudo assistiu, firme, e este pedaço de terra que foi acrescentado à ilha, qual superfície lunar de que as cinzas e escórias vulcânicas tomaram conta. Um pedaço de terra que não é deste mundo.
Hoje é possível visitar um fantástico Centro de Interpretativo inaugurado na altura das comemorações das 50 anos da erupção, onde se pode aprender sobre vários fenómenos vulcânicos, nomeadamente aqueles que levaram à formação do arquipélago dos Açores e subir ao farol entretanto reabilitado.
3 – Fazer um picnic no Capelo e intervalar com um mergulho no Varadouro 

4 – Passear na Caldeira
No coração da ilha do Faial encontramos a sempre impressionante cratera do vulcão que esteve na origem da ilha, são dois quilómetros de diâmetro e cerca de 500 metros de profundidade.
No fundo, um pequeno cone vulcânico revestido da primitiva floresta de Laurissilva e uma lagoa de água e musgos pintam a paisagem num maravilhoso misturar de verdes.
A Caldeira é minha redoma encantada e é impossível o coração não me bater mais rápido enquanto percorro este pequeno túnel…

5 – Fazer percursos pedestres

O Faial está a tornar-se uma meca de trails e percursos pedestres. Cada vez há mais trilhos novos e antigos caminhos rurais que ligavam as povoações mais isoladas, que entretanto foram desbravados e preparados para os entusiastas das caminhadas.
É possível atravessar a ilha de costa a costa, da Ribeirinha aos Capelinhos, acompanhando a evolução geológica da ilha, passando pela Caldeira e pelos “10 Vulcões”. Mais info aqui. 
6 – Perceber porque o Faial é a ilha azul
 azul do céu, do mar e das hortênsias

7 – Provar delícias gastronómicas

Lapas, maçarocas de milho cozidas com funcho, massa sovada, linguiça com inhame, morcela e bolo lêvedo. É melhor esquecer a balança!
8 – Era uma vez… no Farol da Ribeirinha

O Farol da Ribeirinha foi inaugurado em 1919 e destruído pelo sismo de 1998.
Não foi demolido graças aos apelos da população e por isso ali se mantém, em equilíbrio aparentemente instável, quase há 20 anos.
As vistas sobre o Pico, São Jorge e Graciosa e a tranquilidade que encontramos deste lado da ilha obrigam-me sempre a passar por aqui.
9 – Ir do Monte da Guia ao Monte Queimado

Um dos novos percursos pedestres do Faial, mesmo às portas da cidade da Horta, começa na antiga fábrica baleeira do Porto Pim, percorre a costa pelo atalho do Neptuno, sobe ao miradouro do Monte da Guia, desce pelo atalho do Bacalhau, e sobe novamente o Monte Queimado ali ao lado.
São 3km de sobe e desce que terminam com um mergulho no Porto Pim.
Se a maré estiver baixa, o mais certo é a caminhada continuar dentro de água. 🙂 
10 – Fazer snorkeling no Porto Pim 
Tão bom


11 – Ver a Horta ao nascer do Sol 

12 – Laurear a pevide na semana do mar

A Semana do Mar é uma das festas de Verão de referência dos Açores. Na primeira semana de Agosto, o mar é o protagonista das festividades.
Regatas e provas náuticas, música, gastronomia, artesanato, exposições, passeios de botes baleeiros, e muita animação estão garantidos. 
13 – Ver o Forte de Santa Cruz 
na Horta, since 1567

14 – Descobrir pinturas novas na marina 
A Marina é um ponto de paragem obrigatório.

Para quem visita a ilha e para os marinheiros que atravessam o Oceano Atlântico. Para boa sorte, deixam pinturas nos muros. Gosto de descobrir pinturas novas mas adoro ver que tal como eu também há quem vá voltando ano após ano.

15 – Beber um gin no Peter

Outra grande referência e ponto de encontro para os marinheiros e também para todas as outras pessoas que andam nas suas andanças atlânticas. 
há coisas que não passam de moda

16 – Ver as vistas do Monte Carneiro 
 
17 – Ver baleias e cachalotes

Tal como o Pico, o Faial também mantém bem viva a tradição baleeira. Aqui podemos ver dezenas de espécies de cetáceos, do golfinho à baleia azul e aos cachalotes. Os antigos postos de vigia continuam a ser ocupados todos os dias por olhos atentos à procura das baleias no mar.
A época alta do avistamento de cetáceos nos Açores é na Primavera e início do Verão.
Também podem mergulhar com tubarões. Perguntem ao Norberto. Nisso não me meto. 🙂

18 – Dar ainda outro mergulho na praia mais selvagem da ilha
Praia da Fajã


19 – Ver o Pico sempre à espreita 

20 – Conhecer a ilha a cavalo

Num daqueles casos de amor à primeira vista, a Anja e o Victor apaixonaram-se pelos Açores há mais de 20 anos e entretanto trocaram a Alemanha pelo Faial.
Com eles trouxeram o amor pelos animais e organizam excelentes passeios a cavalo pela ilha. No Pátio. 

21 – Encontrar praias “secretas”

mas esta não vou dizer onde fica 🙂

3 Comments Add yours

  1. CAP CRÉUS diz:

    Amanhã arranco para os meus Açores e para o Faial e São Miguel.
    Alguma coisinha de lá? 🙂

  2. CAP CRÉUS diz:

    Só para te informar de que estive na tua praia secreta 🙂
    O segredo fica bem guardado.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s