terra de funcho

O Funchal já não é a vila de piratas e cultivo de funcho do antigamente.

Situada num grande anfiteatro natural, de frente para o azul do Atlântico e rodeada de montanhas dramáticas, o Funchal é na verdade, uma cidade moderna, urbana e cosmopolita, onde pouco se sentem as questões da insularidade.

Com um dos principais portos de cruzeiros do nosso oceano, hotéis de 5 estrelas com as suas infinity pools colina acima, restaurantes world class, lojas de designers, uma vida nocturna vibrante e o que já foi considerado o maior e mais espectacular fogo de artifício do planeta, o Funchal tem tudo para captar a atenção do turista.

Mas não foi esse o meu Funchal preferido.

Esse encontrei para lá dos hotéis e do turismo:
Nas encostas de plantações de bananas; nos jardins maravilhosos onde as flores florescem durante todo o ano; nas praias de areia preta; nos mercados locais; nos zigzags das torres sineiras das igrejas; nas Portas Pintadas da Zona Velha, uma nova realidade cultural protagonizada pelos próprios habitantes de um bairro que durante tantos anos esteve ao abandono; no preto e branco das fachadas e calçadas; no haver prego em bolo do caco em todas as tascas e cafés, e ser tão bom; no facto do relevo ser tão acidentado que quando há uma estrada sem grande desnível tem nome de cota altimétrica, como é o caso da Cota 40 e da Cota 200; e nos Horários do Funchal, os autocarros urbanos capazes de nos levar para sítios como “Levada da Corujeira”, “Alegria” ou “Papagaio Verde”…

Funchal, are you for real?

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s