detour to ebc

Existem duas maneiras de se ter uma “everest base camp experience”.
À moda tibetana é mais fácil, uma vez que hoje é possível chegar de carro praticamente até ao base camp tibetano, do lado Norte da montanha. Fácil quando comparada à moda nepalesa, que se faz através do popularíssimo trekking de 7-10 dias pelo vale de Khumbu, até ao base camp nepalês, do lado Sul da montanha.

Se no Nepal a emoção de percorrer um dos trekkings mais fabulosos do universo é qualquer coisa de muito especial, no Tibete a vista para o Everest é absolutamente imbatível! 
É difícil escolher, o melhor é experimentar as duas.

E assim, ao fazer o desvio da estrada da amizade em Tingri, começamos a nossa a aproximação à montanha mais ilustre de sempre.

A viagem de 70 km dura umas 3h ou 4h e costuma dizer-se que se já não estamos com dor de cabeça por causa da altitude, ficamos por causa da viagem acidentada. 
Mas adoramos cada quilómetro.

A noite anterior foi muito fria por isso ao longo do caminho encontramos uma paisagem nevada que derreterá com o subir do Sol.

As vistas para os gigantes dos Himalaias são uma constante durante todo o caminho, mas nada nos prepara para o momento em que chegamos ao mosteiro de Rongphu onde avistamos pela primeira vez a North Face do Everest, em todo o seu esplendor. 
Sem dúvida, um dos locais mais espectaculares do planeta.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s