La Feria

Todas as Primaveras em Sevilha são tempo de “fiesta” e brava!

Mais ou menos duas semanas depois das grandes festividades religiosas da Semana Santa e Páscoa, a cidade de Sevilha muda as suas roupagens e transforma-se para receber mais de um milhão de pessoas noutra grande semana de comemorações, convívio, cultura flamenca, música e dança: a Feria de Abril.

A Feria começou originalmente como uma feira de comércio de gado em 1847 e evoluiu ao longo dos anos para um inexplicável  round-the-clock   espectáculo  de celebração de tudo o que é espanhol e principalmente andaluz.

Normalmente as manhãs são preenchidas por eventos equestres, como desfiles de cavalos e carruagens decoradas a rigor, pertencentes aos membros da alta aristocracia sevilhana, que percorrem o recinto da feira (Real de la Feria) e a cidade, acompanhados por música tradicional.

As tardes são conhecidas pelas grandes corridas de touros na icónica praça La Maestranza, considerada uma das mais belas praças de touros do país, a mais importante depois de Madrid.

A Feria atrai “matadores” de topo de toda a Espanha e as touradas durante a Feria de Abril são vistas, pelos aficionados, como as melhores da temporada.

À noite, ilumina-se a portada, a porta de entrada no recinto Real de la Feria assim como as ruas entre as casetas, com milhares de lanternas de papel.
As casetas são as tendas individuais de cores garridas que mantiveram o layout pensado inicialmente para o mercado de gado, mas que com o tempo se transformaram em salões de baile profusamente decorados como se do prolongamento das casas dos seus anfitriões se tratasse. É onde acontecem os bravíssimos bailes improvisados ao som de hits tradicionais sevilhanos, começando por volta das 21:00 e acabando… sabe-se lá quando.

Claro, uma das coisas que mais me fascinou, é que durante a Feria de Sevilha todas as mulheres usam orgulhosamente os espectaculares vestidos coloridos de inspiração cigana: folhos, bolas, xailes, flores na cabeça, tudo o que imaginei, mostrando que a tradição ainda é o que era!

E todas dançam como nunca vi!

A maior parte das casetas são privadas onde só é possível entrar com convite, mas a animação prolonga-se para as ruas. Cada caseta tem a sua atmosfera e costume próprio pelo que o mais divertido é ir saltando de caseta em caseta procurando aquela com que nos identificamos mais, com um copo de xerez ou rebujito na mão.

Isso e dançar até de manhã.

La Feria de Abril concentra em si muito do que é a cultura sevilhana e andaluza: relaxada e descontraída por um lado, intensa e profundamente enérgica por outro.

Mais aqui

One Comment Add yours

  1. FM diz:

    …E pronto, já cá faltavam as cores quentes e de festa, bom, olha isto é uma chatice estar sempre a repetir, mas cá vai… GRANDES FOTOS miúda

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s