Wadi Musa

27-Outubro-2010

 

A expectativa é muita ao chegar à cidade que dá acesso a uma das mais recentes novas sete maravilhas do mundo, Petra.

Estas “vilas pré-maravilhas” como Siem Reap (Angkor Wat) ou Aguas Calientes (Machu Pichu) costumam ser locais que vivem do mix equilibrado entre a cultura local e as infra-estruturas turisticas exacerbadas. São vilas visitadas apenas devido à sua localização privilegiada como porta de entrada para um local tão emblemático quanto belo, mas de algum modo acabam por ser sítios com boa vibração, tipo oásis no meio de nenhures onde se chega depois de uma longa viagem e se respira com a ansiedade normal que precede um grande momento.

Pensávamos encontrar um local assim, mas Wadi Musa é uma verdadeira aberração.
A começar pelos preços que se praticam. Nunca tivemos que pagar tanto por um quarto tão mau, e principalmente, à mínima tentativa de regatear, recebíamos imediatamente um vigoroso “You are in Petra!! You have to pay!!”

Bem… ok… Quer-me parecer que poderiam ter mais a ganhar se fossem mais simpáticos…
E depois, claro, quem viaja encontra sempre coisas que gosta e outras que não gosta, por isso devo dizer que Wadi Musa foi um sítio que desiludiu. Daqueles sítios em que temos tanta vontade de chegar como de fugir… em iguais proporções.

E como era dia de Petra by night, o show nocturno que acontece 3 vezes por semana… fugimos imediatamente para dentro do Siq, o desfiladeiro que dá acesso ao Tesouro….

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s