Calma e stress gregos

13-Ago-2006, Domingo

Relembrada a lição das reservas em bilhetes de comboios de longa distância, a primeira coisa que fizemos quando chegámos – depois de fechar a boca que se abriu assim que vimos a paisagem – foi reservar os bilhetes de regresso.
Mas tivemos que aturar o stress de uma senhora grega cheia de pressa que queria passar à nossa frente a todo o custo, e pior, à frente das nossas mochilas… que estavam às nossas costas. E também a aparente calma do único funcionário do apeadeiro de Kalambaka, o senhor do guichet que acumulava na sua pessoa as funções de guarda de estação, atendedor de telefones, sinaleiro para comboios de partida e finalmente… muito finalmente… vendedor de bilhetes.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s