As CORES de Goa


Houve um dia em que tivemos a ideia peregrina de participar numa excursão para famílias indianas com uma guia indiana… éramos as mascotes alienadas que não entendiam uma palavra do que se dizia. Mas sempre deu para conhecer alguns templos hindus perto de Margao e principalmente a Velha Goa com os seus monumentos mandados construir por portugueses onde se incluía a Basílica de S. Francisco Xavier, onde repousa o corpo movedor_de_multidões já desmembrado do santo…

Aqui estamos sempre a tropeçar em vestígios portugueses, nomes de ruas, nomes de lojas, igrejas… tudo misturado com o coloridos dos templos a Ganesh, os colares de flores cor de laranja, os carros todos enfeitados, as vacas à solta na praia, os porquinhos a correr na relva, a chuva tropical e a humidade nas pastagens, as praias com palmeiras e barcos, as conchinhas brilhantes na areia, o sol a escaldar e a água fresca do mar.

Noutro dia andámos de motinha a percorrer as praias a norte de Candolim, onde ficámos hospedados: Calangute, Baga, Anjuna e a nossa preferida Vagator.

Goa é fácil de amar.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s